Quem lê / Who's reading

"a escrita é a minha primeira morada de silêncio" |Al Berto

sábado, 22 de Novembro de 2014

Prémio Infinity Dreams - 2014


Foi com um grande sorriso e muita gratidão que recebi da Claudiane Ferreira de Sousa, do blog http://emmra-pedagogiadoamor.blogspot.com.br/ o prémio Infinity Dreams - 2014!
         
O prêmio,  possui as seguintes regras :
1. Colar a imagem do prêmio no seu blog
2. Deixar um comentário no blog que me citou
3. Responder a onze perguntas 
4. Publicar e compartilhar

5. Indicar onze blogs e/ou pessoas ao prêmio

Perguntas e minhas respectivas respostas:

1- Cita a frase que te define:

" Quando eu nasci / Tentaram prender-me em mim / Ah, mas eu fugi" - Fernando Pessoa (Acho que posso citar em verso ;) )

2. Preferes ler livros de papel ou em formato digital?
Talvez por uma questão de hábito, prefiro livros em papel. Em formato digital, leio habitualmente os blogs que citarei abaixo.

3. Gostarias de trabalhar no mundo da escrita ou preferes que seja um passatempo?
Ora, ora, perguntinha interessante! Há uns anos atrás, diria que prefiro o passatempo... Mas não é que a carolice se está a transformar em paixão ( e das sérias)?? O tempo o dirá...! :)


4. Que livro te fez chorar?
Já libertei algumas lágrimas sobre mais que um dos volumes que tenho na minha estante... Não citarei títulos, mas direi que todos os títulos que falam da e para a alma.


5. Que escritor gostarias de conhecer?
Pessoa, o eterno Pessoa! Desencontrámo-nos nas vidas, mas gostaria de ter conhecido a pessoa e o poeta!


6. Que usuário de Google visitas?
Vários!

7. Dirias que a literatura mudou a tua vida?
Claro! Como leitora, a literatura enriquece-me diariamente e ajuda-me a crescer. Como escritora, dá-me ASAS! 
8. Como descreves teu blog?
O meu lar literário e o meu primeiro voo.

9. Participaste de algum concurso?
Sim, mas ainda passinhos pequenos .

10. Há quanto tempo começaste a escrever?
Escrevo desde que me lembro. Talvez desde a composição "Se eu fosse uma árvore", que resgatei há tempos no sótão da casa dos meus pais! Nos blogues, desde 13-03-2011, quase 4 aninhos!

11. O que mais gostas no meu blog?
O Amor que se sente ao entrar lá!


Lista dos amigos que cito para receber este prêmio:



Andrea de Godoy Neto em Olhares (in) Vãos http://olharemversoseinversos.blogspot.pt/


Mar Arável em Mar Arável - http://mararavel.blogspot.pt/



Não deixem de visitar a Claudiane no seu blog. Será uma esperiência de ensino e aprendizagem muito boa! 


sábado, 15 de Novembro de 2014

Mitológica

Autor não identificado


Sou um unicórnio
Olhos me vêm mitológica
Outros me procuram sem saber
Tantos me negam –
Pelas leis da física
E pelas leis dos homens.
Talvez seja a metafísica
Que me chama ao vento
E o vento que me faça voar
Quando a terra não me basta.
Pode ser que eu não exista
Mas se a minha haste brilha,
Que me importa
Se há quem meça
A distância
Entre o Céu e a Terra?

sábado, 8 de Novembro de 2014

Interdito

Vejo teu olhar
Amar é proibido
Se eu pudesse…
Fonte: www.pixabay.com
Num momento só
A tua alma abraçar
Saberias quem sou!



Por Isa Lisboa e Sandra Henriques

sábado, 1 de Novembro de 2014

Castelos de princesa

Foto: Bonnybbx 
Fonte: www.pixabay.com/


Ainda lá se erguem
Imutáveis, eternos
Os meus castelos de princesa.
Hoje entrei
Os meus passos ressoaram
No salão de baile
Sentei-me naquela salinha
Onde costumava tomar chá
Estou tão grande
Ocupei tudo!
Mas ainda fiquei por momentos,
Ao fundo o rio, azul
Plácido
Espelho ao sol
Ao fundo, como se o olhasse da janela…
Arrastando o vestido,
Continuei.
A entrada para a floresta encantada
Devo ou não entrar?
Tal qual como quando era princesa.
Os pés pisam as folhas do Verão
Faz-me falta pisar verde
A chuva fininha que trazia
Mistério…
Ali ao fundo é já a saída
Também os meus pés
Estão tão grandes!
Desacerto o passo
Olho à volta
Apetece-me ser princesa
Só mais um bocadinho…
Estou tão grande já
Fecho os olhos
Sou pequenina
E caibo dentro de todo este Mundo!

Isa Lisboa

sábado, 25 de Outubro de 2014

Natura

Dimineata in Bunesti - Cluj



Vejo beleza
Pausa por um instante
O Mundo pára






horse-camargue-flamingo-1313531-m



Corre no campo
Diz-me da liberdade
Liberta sonhos







caracol_emarqueti




O som das águas
Restolhar das árvores
Mundo perfeito




Haikus por 
Isa Lisboa e Sandra Henriques

sábado, 18 de Outubro de 2014

Tecedeira

Foto: Christophe Gilbert

Senta-te aqui
Neste tapete que teci
Para ti

A cor dos teus olhos
Foi a que escolhi
Para o detalhe do bordado
Feito por cima
Da linha que prendi
Nos tons do teu cabelo
Assim este manto que estendi
Descansa nele tuas asas.

Vem
Senta-te aqui
Neste tapete que teci
Para ti –
Diz a aranha
À borboleta. 


Poema originalmente publicado aqui, no Beco de Ideias.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares / Popular messages