Quem lê / Who's reading

"a escrita é a minha primeira morada de silêncio" |Al Berto

sábado, 13 de dezembro de 2014

(Dis)connected

Foto: www.pixabay.com

Bound to Earth
That was how I woke up
One day, feeling lost
Not knowing why!
All of the sudden
The memories
Were no longer lost
I remembered everything
How I used to fly
And I used to be one with you
And the Universe was hoe
Now I’me here
Disconnet
No recolection of my elder tongue
My eyes hurt for not seeing
My ears hollow for lack of use
All my body hurts
Feeling the soul pounding from whitin
My thought wants to let
Her scream out
But she’s afraid the world won’t listen!

Lost within myself
Only one thing to do:
I kneel
And say that old prair
Only you and I know
You listen
And you answer
‘Cause you are me
And I am you.
I remember.
I want to go back.
Here I am.
I want to go home.
Ready to leave all the rest
Behind.
You are in me.
I am in you.
Connected.


sábado, 6 de dezembro de 2014

Haikando (me)

Foto: Hermin Abramovitch

Buscando (me)

Saudades de ti
Procuro e entendo
Saudades de mim


Libertando (me)

Passo a passo
Redescobrindo o Eu
Alma renasce


Trazendo (me)

Olho para trás
Seguro a luz na mão
Deixo a sombra

sábado, 29 de novembro de 2014

Poema Renascido

Foto: i don't want to be part of your scene_lethargic


Tinha um poema escrito. Num dos velhos blocos de apontamentos. De há quanto tempo é este? Não o tinha mostrado a ninguém. Não me parecia. Não era. Não…
A folha já estava caída, amarrotada, estava a deixar de ser poema.
Notei uma folha em branco. Sobrou-me. Ou talvez a tenha deixado em branco de propósito. Ou inconscientemente.
Reli. E então vi as palavras que faltavam. Escrevi o poema – que sempre lá tinha estado – na página em branco que sobrara.

 Se o meu poema pode reencontrar-se, porque não o farei eu?


****

Mini-Conto publicado originalmente aqui, no blog Pense fora da caixa.

****

sábado, 22 de novembro de 2014

Prémio Infinity Dreams - 2014


Foi com um grande sorriso e muita gratidão que recebi da Claudiane Ferreira de Sousa, do blog http://emmra-pedagogiadoamor.blogspot.com.br/ o prémio Infinity Dreams - 2014!
         
O prêmio,  possui as seguintes regras :
1. Colar a imagem do prêmio no seu blog
2. Deixar um comentário no blog que me citou
3. Responder a onze perguntas 
4. Publicar e compartilhar

5. Indicar onze blogs e/ou pessoas ao prêmio

Perguntas e minhas respectivas respostas:

1- Cita a frase que te define:

" Quando eu nasci / Tentaram prender-me em mim / Ah, mas eu fugi" - Fernando Pessoa (Acho que posso citar em verso ;) )

2. Preferes ler livros de papel ou em formato digital?
Talvez por uma questão de hábito, prefiro livros em papel. Em formato digital, leio habitualmente os blogs que citarei abaixo.

3. Gostarias de trabalhar no mundo da escrita ou preferes que seja um passatempo?
Ora, ora, perguntinha interessante! Há uns anos atrás, diria que prefiro o passatempo... Mas não é que a carolice se está a transformar em paixão ( e das sérias)?? O tempo o dirá...! :)


4. Que livro te fez chorar?
Já libertei algumas lágrimas sobre mais que um dos volumes que tenho na minha estante... Não citarei títulos, mas direi que todos os títulos que falam da e para a alma.


5. Que escritor gostarias de conhecer?
Pessoa, o eterno Pessoa! Desencontrámo-nos nas vidas, mas gostaria de ter conhecido a pessoa e o poeta!


6. Que usuário de Google visitas?
Vários!

7. Dirias que a literatura mudou a tua vida?
Claro! Como leitora, a literatura enriquece-me diariamente e ajuda-me a crescer. Como escritora, dá-me ASAS! 
8. Como descreves teu blog?
O meu lar literário e o meu primeiro voo.

9. Participaste de algum concurso?
Sim, mas ainda passinhos pequenos .

10. Há quanto tempo começaste a escrever?
Escrevo desde que me lembro. Talvez desde a composição "Se eu fosse uma árvore", que resgatei há tempos no sótão da casa dos meus pais! Nos blogues, desde 13-03-2011, quase 4 aninhos!

11. O que mais gostas no meu blog?
O Amor que se sente ao entrar lá!


Lista dos amigos que cito para receber este prêmio:



Andrea de Godoy Neto em Olhares (in) Vãos http://olharemversoseinversos.blogspot.pt/


Mar Arável em Mar Arável - http://mararavel.blogspot.pt/



Não deixem de visitar a Claudiane no seu blog. Será uma esperiência de ensino e aprendizagem muito boa! 


sábado, 15 de novembro de 2014

Mitológica

Autor não identificado


Sou um unicórnio
Olhos me vêm mitológica
Outros me procuram sem saber
Tantos me negam –
Pelas leis da física
E pelas leis dos homens.
Talvez seja a metafísica
Que me chama ao vento
E o vento que me faça voar
Quando a terra não me basta.
Pode ser que eu não exista
Mas se a minha haste brilha,
Que me importa
Se há quem meça
A distância
Entre o Céu e a Terra?

sábado, 8 de novembro de 2014

Interdito

Vejo teu olhar
Amar é proibido
Se eu pudesse…
Fonte: www.pixabay.com
Num momento só
A tua alma abraçar
Saberias quem sou!



Por Isa Lisboa e Sandra Henriques
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares / Popular messages