Quem lê / Who's reading

"a escrita é a minha primeira morada de silêncio" |Al Berto

sábado, 5 de julho de 2014

Fogo de mim

Arte: Pier Toffoletti
É de dentro de mim que me olhas.
Olhos duros,
Que não quero encarar.
Olhos intensos,
Que me queimam a pele.
Sei que me olhas com os meus olhos.
É por isso que me dói tanto.
Ninguém me olharia tão impiedosamente.
Mas sei que só o teu fogo me renovará.
Olha-me
E diz-me tudo o que vês.
Quando for a minha voz que oiço,
então serei eu o fogo – o que arde sem queimar.

6 comentários:

  1. Eu já vi um cego chorar
    lágrimas vivas

    ResponderEliminar
  2. Muito intensas tuas palavras, Isa.

    Quanto fervor... ;)

    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. quem nos olha do outro lado? o de fora


    poema escrito a magoar


    um abraço, Isa

    ResponderEliminar
  4. Minha querida

    Um poema escrito com a alma. Imenso.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar

Um espaço para recortes que completem o álbum de instantâneos... Obrigada pela visita!
A space for clip to complete this snapshot album... Thank you for your visit!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares / Popular messages